BlogBlogs.Com.Br

14/06/2008

Viajando

Minha filha de 7 anos tem MSN.
Me pediu para fazer um Orkut também.
Mas este eu não permiti.
A vantagem do MSN é que ele não expõe. Só tem acesso quem é aceito. Se bem que o Orkut já tem dado alguns passos significativos nesta direção.
Mas, mesmo assim, ainda não considero apropriado para a idade dela.
Só que este não é o ponto que eu quero levantar.
Ao vê-la teclando em frente ao computador, conversando com amigos e familiares, fui levada a refletir sobre a mobilidade da língua portuguesa.
Mais do que nunca, entendi porque dizemos que é uma "língua viva".
Acontece comigo (e muito provavelmente com você) o fato de confundir a escrita formal com a linguagem que usamos na internet.
Em uma conversa virtual as letras dão lugar a agilidade e tudo acaba sendo abreviado. Somem os acentos e a pronúncia passa a ser muito mais valorizada que a gramática.
As regras dão lugar àquilo que realmente importa: a transmissão da mensagem.
Acontece que as horas que eu dedico a este tipo de diálogo interferem no meu desempenho gramatical extra MSN. Se o internetês não chega a prejudicar meu português é devido ao cuidado redobrado e à revisão contínua daquilo que escrevo.
Mas eu tenho 30 anos (muito bem conservados, diga-se de passagem) e apenas nos últimos destes passei a ter um contato frequente com este tipo de mídia enquanto que a Língua de Camões me tem sido ensinada desde as primeiras palavras.
A grafia correta de grande parte do nosso vocabulário já está impressa em minha memória há muito tempo. Se a substituo, quando posso, pela forma difundida entre os internautas é apenas por uma questão de comodidade.
Eu bem sei o correto.
Mas e estas crianças de 7 anos?
Aprendem de manhã conforme o tio Aurélio e depois, antes mesmo que possam absorver a lição, desaprendem com todos da sua lista de amigos.
O que me intriga nesta situação é imaginar como os pequenos lidarão com isto.
Será que conseguirão distinguir as situações e aplicar as palavras da maneira tradicional?
Ou transformarão a Língua Portuguesa com rapidez surpreendente?
Talvez propiciem uma alteração drástica que, sem a comunicação on line, naturalmente levaria centenas de anos para se concretizar.
Será que esta nova forma de comunicação afetará outras campos de nossa vida?
Cristo!
Fico pensando em tudo isso e tenho vontade de proibir que a minha filha use o MSN. E de pedir à professora que envie às outras mães um comunicado solicitando que façam o mesmo.
Besteira isso.
Então melhor não pensar.

3 pensamentos:

Tati disse...

É minha amiga, enfrento o mesmo dilema com minha filha, que tem muita intimidade com as abreviaturas usadas no msn, e certa dificuldade em redigir um trabalho do colégio... melhor nem penszar mesmo!!!!

Fernando Zabot disse...

Bem.. eu fico muito puto como os adolescentes escrevem no msn "ti dolu miguxa" e coisas do genero me irritam profundamente!! Eu abrevio sim algumas coisas, mas nao prostituo tanto o portugues nem subistituo o S pelo X e muito menos o S pelo Z e outras coisas do genero, eu se tivesse um filho nao saberia o que fazer...proibir eu nao poderia porque isso faz parte da evolucao, na minha epoca apesar de ter 25 anos, quando eu estava na escola nao tinha MSN, nem blogs, nem telefone celular e o acesso remoto a internet comecou quando eu tinha uns 14 anos. Terminei o segundo grau e eu nem tinha Celular ainda, alias ninguem tinha. Hoje minha sobrinha com 8 anos tem celular, tem MSN, e eu mesmo ja avisei minha irma que antes dos 15 ela vai querer um lap top. As vezes fico pensando, meu deus, se eu tiver um filho, com 5 anos ele vai pedir as chaves do carro. Eh complicado impor os limites ta cada vez mais precoce... enfim o assunto nao era esse mas uma coisa liga a outra acabei me empolgando kkk....mas quanto a lingua portuguesa acho que tem que conversar muito com os filhos e tentar separar o mundo online do offline. Saber que la fora ela vai precisar usar o portugues correto, ingles , espanhol e outras linguas..porque assim como os filhos a evolucao do mercado ta cada vez mais forte e competitiva... vlw Maite.. bom assunto!

Anônimo disse...

Adorei o assunto. Nao gosto e nunca gostei dos termos usados em msn, texto celular, recados orkut e tal.. sem falar das girias, que provem destas abreviacoes.
Gostei muito do assunto, concordo com o fernando.Me preocupo com a precosidade das coisas.

beijOS
TARCILA PILON

Blog Widget by LinkWithin